O Que é Melisma Vocal e Como Fazer
Indicação de curso violão do zero

A ornamentação que o melisma vocal oferece à música é incrivelmente elegante quando é usada corretamente. Você precisa saber como e quando utilizar o melisma na música, pois o uso excessivo vai torná-lo desagradável aos ouvintes.

Há algumas técnicas que deixam a música mais ornamentada, e o melisma vocal é uma delas. O aprendizado não é tão complicado como se imagina, principalmente, se você se aprofundar no assunto com o Curso Os Pilares do Canto.

Assim como o vibrato, o melisma é um efeito que você pode colocar em qualquer vogal cantada. Seja a vogal “A”, “E”, “I”, “O” ou “U”.

Obviamente, o uso do melisma na música não é obrigatório, é para você deixar a música “enfeitada”.

Com certeza, conhecer sobre melisma, treinar e praticar sua voz na classificação vocal diariamente vai deixar suas músicas ainda mais bonitas.

O que é melisma vocal?

O Que é Melisma Vocal - O Que é Melisma Vocal e Como Fazer

O melisma vocal consiste em você criar um desenho melódico a partir de qualquer vogal, ou seja, você pode criar qualquer melodia em cima de notas da mesma escala, seja ela, escala menor ou escala maior.

E fazer isso não depende do timbre de voz, mas de praticar sempre.

A vogal que você criará o melisma vocal, pode ser tanto de uma sílaba ou de uma vogal sozinha. Por exemplo:

Melisma vocal com a palavra “Brasil”. Iremos utilizar a sílaba “sil”. Então, o melisma deve ser feito com a letra “i” da sílaba “sil”.

Melisma vocal com uma vogal. No meio gospel, a vogal “o” é bastante utilizada para o melisma.

Melisma com uma sílaba com encontro vocálico (encontro de duas vogais juntas). Na música “Deus do impossível” do Thalles Roberto, há um melisma muito bonito usado na palavra “então”. Nesta palavra, tem um encontro de duas vogais na sílaba “tão”.

O melisma vocal, neste caso, deve ser realizado na vogal mais forte! Ou seja, na vogal “ã” da sílaba “tão”.

Como fazer melisma vocal?

O melisma vocal precisa ser feito partindo de uma vogal, isso você já sabe.

Agora, você precisa partir da nota em que você está, para outras notas da mesma escala do tom da música.

Lembrando que, o uso excessivo do melisma, faz com que a música se torne tão enfeitada, que perde sua essência.

Um dos elementos que você deve se atentar ao fazer o melisma vocal, é manter o som da vogal cantada! O que vai ser diferenciado, serão as notas.

Você pode usar o vibrato enquanto estiver fazendo o melisma. Para que isso ocorra, você precisará se dedicar, treinar e seguir todas as nossas dicas de ambos os efeitos.

Mais precisamente, você pode adicionar o vibrato quando estiver fazendo a última nota do melisma! Mas isso é questão de gosto.

Vale ressaltar que, neste caso, o vibrato deve ser realizado em poucas notas do melisma.

Algo muito importante, que precisa ser levado em conta, é o estudo!

Você que quer se tornar um cantor de alta qualidade, será necessário estudos diários para a dominação total dos pilares do canto.

Ainda mais para quem não tem tempo que, felizmente pode contar com um curso de canto online.

Além de treinos com as notas utilizadas, você precisa trabalhar sua musculatura da cavidade laríngea. Pois com isso, sua agilidade será aumentada, consideravelmente.

Obviamente, você deve se atentar nos estilos musicais antes de realizar o melisma na voz.

Os melismas são mais utilizados no meio gospel, no Soul, no Blues e também, no Pop.

Definitivamente, na bossa nova, pagode e no samba, os melisma musicais não são apropriados.

E para que você continue avançando na música, conheça nossos posts e se especialize ainda mais no ramo musical!